ACADÉMICOS DISCUTEM ESTRATÉGIAS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA

O Secretário do Estado do Ensino Superior e Investigação Científica disse, esta quarta-feira, que a maior parte dos licenciados do ensino superior nas universidades do país saem com deficiências formativas

Garcia Bihifa Bideta falava na ocasião do primeiro colóquio da integração institucional que visa promover a integração institucional das universidades e instituições parceiras engajadas na educação e investigação científica para debates qualificadas sobre temas de relevância para a Guiné-Bissau.

Garcia disse ainda que é necessário reformar o currículo escolar em função da dinamização do desenvolvimento do ensino.

Para o coordenador dos centros de estudos sociais da Universidade Amílcar Cabral, Carlos Cardoso, há três desafios que as universidades africanas enfrentam neste momento para poder encontrar um ensino de qualidade.

Entretanto, Carlos Cardoso considera que não é necessário construir um sistema de produção de conhecimentos sem ter ideias claras para o desenvolvimento do ensino.

O primeiro colóquio da integração institucional decorre sob o lema: “que universidades, para que conhecimentos no seculo XXI” e congrega, entre outros, os reitores, docentes e alguns estudantes das universidades do país.

Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos