POSSE NOVO PARLAMENTO: 18 de Abril é a data escolhida

O presidente da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau, José Pedro Sambú, disse hoje que a tomada de posse do novo parlamento foi marcada para 18 de abril.

“É a CNE que marca a data para a tomada de posse dos deputados, mas antes de marcar a data viemos aqui para fazer uma concertação junto do presidente da Assembleia Nacional Popular e ficou retido o dia 18 de abril”, afirmou José Pedro Sambu, que falava aos jornalistas após um encontro com Cipriano Cassamá, no parlamento, em Bissau.

Segundo os resultados definitivos das eleições legislativas de 10 de março divulgados pela Comissão Nacional de Eleições, o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) conseguiu 47 deputados, o Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15) 27, o Partido da Renovação Social (PRS) 21, a Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) cinco, e a União para a Mudança e o Partido da Nova Democracia, um deputado, cada um.

Os resultados das eleições, bem como o nome dos deputados eleitos, já foram publicados esta semana no Boletim Oficial (equivalente ao Diário da República).

O PAIGC, a APU-PDGB, a União para a Mudança e o Partido da Nova Democracia assinaram na segunda-feira um acordo de incidência parlamentar e governativa, que lhes permite ter uma maioria de 54 deputados na Assembleia Nacional Popular.

O Madem-G15 e o PRS também assinaram um acordo de incidência parlamentar.

Lusa

MOÇAMBIQUE – Número de mortos em Moçambique ascende a 217

Ministro da Terra e do Ambiente diz que 15 mil pessoas precisam ser resgatadas

O número de vítimas mortais devido ao ciclone Idai aumentou para 217 em Moçambique, revelou nesta quinta-feira, 21, o ministro da Terra e do Ambiente.

Em conferência de imprensa, Celso Correia reiterou que o Governo está a trabalhar contra o relógio “ para resgatar o maior número de pessoas possível”.

Correia confirmou ainda que três mil pessoas foram salvas e cerca de 15 mil pessoas ainda precisam de ser resgatadas.

ONU vai disponibilizar 20 milhões de dólares

As Nações Unidas fizeram um pedido na segunda-feira de 40 milhões de dólares para ajudar as vítimas do ciclone Idai que levou morte e destruição a Moçambique, Zimbabwe e Malawi.

Hoje, o responsável para os Assuntos Humanitários, Mark Lowcock, anunciou uma ajuda já disponível de 20 milhões de dólares, na sua maioria proveniente do Fundo Central de Resposta a Emergências (CERF).

A ajuda, segundo Loucock, citado pelo Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU (OCHA, na sigla em inglês), servirá para “impulsionar a resposta imediata às populações em Moçambique, o país mais atingido”.

“Os fundos do CERF irão complementar os esforços imediatos dos três governos para fornecer ajuda de emergência às comunidades afectadas, incluindo cuidados de saúde, segurança alimentar, protecção, nutrição e educação”, acrescentou aquele responsável, lembrando que “serão priorizados os grupos vulneráveis como as crianças, as grávidas e lactantes, pessoas com deficiências ou com doenças crónicas”.

O ciclone Idai, com fortes chuvas e ventos de até 170 quilómetros por hora, atingiu a região centro de Moçambique, particularmente a cidade da Beira, na quinta-feira, 14, e destruiu cerca de 90 por cento da cidade.

O Presidente Filipe Nyusi admitiu na segunda-feira, que o número de vítimas pode chegar a mil.

VOA

Ministra das Pescas satisfeita com avanço das obras de construção do Porto de Pesca


– A ministra das Pescas afirmou ficar com uma sensação satisfatória com a forma rápida com que estão a decorrer as obras da construção do Porto de Pesca de Alto Bandim, em Bissau.

Adiatu Djaló Nandigna, em declarações à imprensa no final da visita que efectuou hoje à referida obra, disse que está convicta de que, se os trabalhos continuassem neste ritmo, a infra-estrutura irá ser entregue dentro dos prazos estabelecidos.
“Isso implica que, se os trabalhos continuassem nesse ritmo, tenho certeza que dentro de dois anos teremos um Porto de Pesca Artesanal e ao mesmo tempo uma câmara de conservação e tratamento de pescado, que vai permitir o país sair dessa situação de venda de licenças sem o benefício de outros valores que possam rentabilizar o sector”, disse.
 Perguntado sobre quais serão as vantagens para o país  com a conclusão da referida obra, a governante respondeu que irá permitir o Governo implementar a lei de obrigatoriedade de todos os barcos que pescam nas águas territoriais do país descarregarem os pescados no Porto de Bissau.
Adiatu Nandigna acrescentou  que, outra vantagem seria  a utilização de mão de obra local para descarga do pescado para a Câmara de conservação e depois para a embalagem.
“Sabemos que, com a conclusão do Porto de Pesca, vamos deixar de abastecer os nossos navios no alto mar e as empresas de combustíveis também vão ter vantagens nos serviços que prestam. Quer dizer, é todo uma cadeia que irá funcionar em torno do Porto de Pesca e ao mesmo tempo ficaremos com a certeza de que vamos empregar grande quantidade de mão-de-obra”, afirmou.
A ministra das Pescas sublinhou ainda que o país vai estar na altura de exportar o seu pescado de qualidade para o estrangeiro e abdicar de usar a marca made in China, Uniao Europeia entre outros e passar a dispor de Made in Guiné-Bissau.
Perguntada sobre para quando os barcos da Uniao Europeia vao voltar a pescar nas águas territoriais da Guiné-Bissau com base no novo acordo de pesca assinado com o espaço comunitário europeu, Adiatu Nandigna disse que isso irá acontecer em meados de Abril ou Maio próximo.
As obras de construção do Porto de Pesca de Alto Bandim iniciaram em Novembro do ano passado, com execução de uma empresa chinesa, e são orçadas em 26,5 milhões de dólares.

ANG/AC//SG

CABEÇA DE LISTA DOS DEPUTADOS DO PAIGC

No hay descripción de la foto disponible.

1- Dan Iala
2- Higino Cardoso 
3- Mamadi BALDÉ
4- Joana Inacia Gomes 
5- Wasna Papai Danfa
6- Joao Sediba SANÉ 
7- Lassana Seidi 
8- Papa Mané
9- Gabriela Fernandes 
10- Cipriano Cassama 
11- Joaquin Amaro 
12- Fofana Keita 
13- Matilde Indequi
14- Suzi Barbosa 
15- Demba Buaro 
16- Caramba Saco 
17- Carmen Djamanca 
18- Saliu Embalo 
19- Carlos Nhaté 
20- Adiato Djalo
21- Helder Barros 
22- Leopoldo Da Silva 
23- Iafai Sani 
24- Almame Cassama 
25- Camilo Simoes Pereira 
26- Mario Musante 
27- Maria Odete Semedo 
28- Domingos Simoes Pereira 
29- Califa Seidi
7:11
CE 1: Catió/Komo
Efectivos:
1. Dan Iala Barançau
2. Ansumane Sanhá 
3. Luta Sambu. 
Suplentes:
1. Aminata Sila 
2. Amara Camará
3. Úsai Djalo 
4. Fatumata Djassi
5. Tcherno Indjai.

CE 2. Quebo/Cacine
Efectivos
1. Higino Lopes Cardoso
2. Amadu Saico Seidi
3. Ildefonso Duarte Pinto
4. Biloni Nhama Tamba Nhasse
Suplentes:
1. Braima Edy Sambu
2. Buine Na Fentche
3. Suleimane Seidi
4. Aliu Queita
5. Amido Sila.

CE 3. Empada/ Bedenda
Efectivos
1. Mamadi Baldé 
2. Secuna Djassi
3. Iancuna Djola Indjai
Suplentes
1. Djibril Mané
2. Adja Sali Cassamá
3. Marcos Foubre Intchasso
4. Lassana Sandé
5. Abulai Indjai.

CE 4. Buba/Fulacunda
Efectivos
1. Joana Inacia Gomes
2. Viríssimo Tamba
3. Maria Fatima Barbosa Mané
Suplentes:
1. Meta Mané
2. N’Queba Cia 
3. Malam Mané 
Faltou dois nomes.

CE 5 Bissorã 
Efectivos 
1. Wasna Papai Danfá 
2. Maimuna Sila
3. Nene António Mango 
4. Marcelino Soares Tavares
5. Malam Cassamà 
Suplentes:
1. Adjiriato Ajuma Turé
2. Zandonide T. dos Santos 
Suleimane Darame 
3. Silvestre Darame
5. Malam Sonco

CE. 6 Farim
Efectivos
1. João Seidiba Sané
2. José António C. Almeida
3. Braima Djalo
4. Sslimatu Sanhá 
Suolentes:
1. Quipa Có
2. António Sani 
3. Caramo Baio
4. Iaia Baldé (Candjambari)
5. Fodé Cassamá

CE 7 Mansaba 
Efectivos 
1. Lassana Seidi
2. Ussumane Camará
3. Mamadu Djabi Junior
Suplentes:
1. Binto Nanque Seidi
2. Domingos Soares
3. Eng. Malam Djassi
4. Cussa Sissé
5. Bacar Bodjam.

CE 8 Mansoa/Nhacra
Efectivos
1. Papa Mané
2. Victor Naneia
3. Cecília Lopes Mendonça
4. Mamadu Serifo Djalo
Suplentes:
1. Nheta Na Onça
2. Saido Sila
3. Lola Felix Bari 
4. Francisca de Pina Rodrigues2

CE 9 Quinhamel/Ondam
Effective 
1. Gabriela Fernandes
2. Alberto da Silva
3. João Bernardo Vieira
Suplentes:
1. Morais Albino Silva Có 
2. Male Lopes Nusante
3. Valentina Mendes
4. Justino Nanque
5. Humberto Augusto Có

CE 10 Safim/Prabis
Efectivos 
1. Cipriano Cassamá 
2. José Miguel Dias
3. Djariato Gomes Djalo
Suplentes:
1. José Djo 
2. Sona Mané 
3. Quintino da Silva Có 
4. Cadidjatu Baldé Coté
5. Policarpo Marcos Lopes.

CE 11. Bolama/ Bijágos
Efectivos
1. Joaquim Amaro G. Mustasse 
2. Francisco Conduto de Pina
3. Mandu Camará
Suplentes:
1. Marcelino Pedro Delgado
2. Maria Eugénia 
3..Dionísio do Reino Pereira
4. Osvaldo Vieira
5. António Domingos.

CE. 12 Bafatá/ Cossé
Efectivos
1. Fofona Keita 
2. Infamara Só 
3. Sira Mané Fati 
4. Salum Turé
5. Aladje Candé
6. Adelaide de Pina
Suplentes
Falta os suplentes.

CE. 13 Bambadinca/Xitole
Efectivos 
1. Matilde Indeque
2. Aliu Seidi
3. Djae Seidi
Suplentes
1. Octaviano Cesar A. Cruz
2. Mariama Mané 
3. Iaia Djalo

CE. 14 Ganadu/ Contuboel
Efectivos
1. Suzy Carla Barbosa 
2. Anha Baldé 
3. Malam Mané 
4. Mussa Baldé 
5. Gilberto Fernando 
Suplentes
2
1. Aua Baldé 
2. Braima Dajssi
3. Saico Zacarias Baldé 
4. Arafam Bangura
5. Tomasia Manjuba

CE. 15 Pitche/Boé
Efectivos
1. José Demba Buaro
2. Saico Umaro Embalo
3. Moro Mané 
4. Santanem Sila Candé
Suplentes
1. Tala Camará
2. Braima Corca Embalo
3. Aba Serra
4. Bacar Camará
5. Maimuna Baldé

CE. 16 Gabu
Efectivos
1. Caramba Saco
2. Pedro Moreira Embalo
3. Silvina Gomes O. Mendes
4. António Queba Banjai
Suplentes
1. Noé Lopes
2. Amadu Baldé 
3. Fatumata Aio Banjai
4. Mamadu Serifo Djalo
5. Victor Oliveira Mendes

CE 17 
Efectivos 
1. Umaro Demba Djamanca
2. Augusto Olivais
3. Cumba Sinho Só
Suplentes
1. Rosa Baldé 
2. Samba Baldé 
3. NBali Nadama 
4. Francisco Abduramane So9
5. Iaia Djalo

CE 18 SONACO 
Efectivos 
1. Saliu Embalo 
2. José Carlos Esteves
3. Abulai Bobo Sissé 
Suplentes
1. Fanta Baldé 
2. Amadu Baldé 
3. Celestino dos Santos 
4.Caramba Sauané

CE. 19 Bula/ Bigene 
Efectivos
1. Carlos Nhate
2. Victor Cassamá 
3. Fanta Adelino Dahaba 
4. Guilherme Damas 
5. Braima Biai
Suplentes
1. Abulai Biai
2. Margarida Delgado
3. Aljuma Sidibé
4. Emiliano Mendonça 
5. Sumai Baldé

CE. 20 Canchungo/ Caio
Efectivos
1. Maria Adiato Djalo Nandingna
2. Amizade Farã Mendes
3. Mario Saiegh 
4. Teresa Sanca N’ Doi 
5. Vicente Cachia
Suplentes
1. Badjudessa Uol Mendes
2. Seco Cubaba 
3. Mafalda Pereira
4. Javier Pana Nalibleque.

CE. 21 Cacheu/ S. Domingo
Efectivos 
1. Helder Henrique de Barros
2. Mamadu Djalo (Corca)
3. Daniel Cassimiro Gomes 
4. Carlitos Djedju
Suplentes
1. Ana Paula Oscar Pereira
2. Rui Gonçalves Cardoso
3. Jean Claude Sanhá 
4. Cassimo Ba

CE. 22 Diáspora Africa 
Efectivos 
1. Leopoldo da Silva
Suplentes
1. Pedro Barbosa Mendonça 
2. Carlos Augusto Correia
3. José Buntche
4. Amélia Cassamá

CE. 23 Diáspora Europa
Efectivos
1. Iafai Sani
Suplentes 
1. Caetano José Baticam Ferreira
2. Maimuna Baldé 
3. Aldonça Gomes Pinto Ramos
4. Rui F. Ribeiro Pinto

CE. 24 SAB
Efectivos 
1. Almame Cassamá 
2. Issbel Kassimo Gomes
3. Hussein Faraht
Suplentes 
1. Pascoal Vaz Monteiro
2. Julia Ramalho S. Gama 
3. Marciano Batista
4. Issufo Baldé 
5. Seco Ba Cassamá

CE. 25 SAB
Efectivos
1. Camilo Simões Pereira 
2. Babuna Djabi
3. Luis Leopoldo Cá
4. Cadi Seidi
Suplentes
1. Nhaga Bambo Mané 
2. João

SPECIAL OLYMPICS: Mais duas medalhas para a Guiné-Bissau

Guiné-Bissau continua imparável. Ontem, nos 200m Div: M01 Diniz Geraldo Cabral Júnior 4lugar

200m Div: M06 Amara Silla – medalha de participação (O Amara ficou em primeiro lugar mas, foi desclassificado por razões técnicas)

Hoje 18/3/2019
100m Div: F05 Elizandra Gomes 1 lugar (Medalha de Ouro)

100m Div: F02 Fidelia Cabral 1 lugar (Medalha de Ouro)