DERRADEIRA SEMANA DE TODOS AS DECISÕES PARA O PRESIDENTE DA GUINÉ-BISSAU

O Presidente de República, José Mário Vaz, que termina o mandato oficialmente no próximo domingo, dia 23, deverá nomear e empossar o novo primeiro-ministro, o novo Governo e ainda marcar a data para a realização das eleições presidenciais tudo no decurso desta semana, informa uma fonte oficial do Estado à Rádio Jovem.
A agenda carregada do primeiro Presidente a terminar o mandato começa nesta segunda-feira, dia 17, com encontro com a delegação da União Africana que chegou a Bissau neste domingo para avaliar a crise política, três meses depois das eleições legislativas. A missão do Conselho de Paz e Segurança da União Africana não só terá encontro com José Mário Vaz, mas também vai reunir-se com os parceiros internacionais, as autoridades, partidos políticos com representação parlamentar, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, sociedade civil e com os partidos políticos sem representação parlamentar.
Ainda da agenda do Presidente guineense para esta segunda-feira consta o ato simbólico com a seleção nacional de futebol, Djurtus, que vai ao Palácio receber das mãos do Chefe de Estado a bandeira nacional, que será levada para o Egito, palco do CAN 2019.
Depois, José Mário Vaz deverá enviar uma carta ao partido que será convidado a indicar o nome do futuro primeiro-ministro e, posteriormente, formar o Governo. A fonte não soube precisar será o partido vencedor das eleições legislativas. Está previsto que o novo primeiro-ministro seja conhecido antes da próxima quarta-feira.
A mesma fonte oficial indica que o Presidente depois de ouvir os 49 partidos políticos legalizados, o Governo e a CNE, nesta terça-feira, deverá imediatamente fixar a data das presidenciais para outubro ou novembro deste ano. Até sexta-feira ao final do dia, o Presidente pretende empossar o novo Governo, antes de terminar oficialmente o mandato no domingo, dia 23. E, de acordo com a lei eleitoral, uma data deve ser marcada para eleições presidenciais entre 23 de outubro e 25 de novembro”.
Saliente-se, que de acordo com informações, José Mário Vaz permanecerá no Palácio até a realização das presidenciais, mas com poderes limitados a partir da próxima segunda-feira.
Caso para dizer, que todos os caminhos vão dar ao Palácio da República nesta semana, já que José Mário Vaz poderá confirmar se será candidato a sua sucessão ou não, tal como havia prometido!
Braima DaramePublicada por CONOSABA DO PORTO