Política/Pré-candidatos à liderança do PRS contestam “interferências” do Presidente da República

 

Bissau, 07 Dez 21 (ANG) – Cinco dos treze pré-candidatos à liderança do PRS não concordaram  com o pedido de ponderação feito pelo Presidente Umaro Sissoco Embaló ao PRS quanto a  realização do 6º congresso este mês , tendo em conta a pandemia da Covid-19.

Segundo a RFI, o grupo, através de uma carta aberta, pede ao Presidente Sissoco Embaló que não interfira nos assuntos do partido.

Na semana passada o chefe de Estado guineense reuniu-se com a direcção do Partido da Renovação Social e alguns candidatos à presidencia do partido

A carta, dirigida ao Presidente Sissoco Embaló, foi assinada por Artur Sanhá, antigo Primeiro-ministro, Dionísio Cabi, ex-presidente do Tribunal de Contas, Florentino Mendes Pereira e Certório Biote, ex-ministros, assim como Domingos Quadé, antigo bastonário da Ordem dos Advogados.

Os cinco candidatos não concordaram com a intenção do Presidente Umaro Sissoco Embaló em ver canceladas todas as actividades políticas no país, nomeadamente o sexto congresso do Partido da Renovação Social convocado para de 16 a 19 de Dezembro de 2021.

Os citados dirigentes do Partido da Renovação Social, exortaram o Presidente Embaló a se afastar das questões internas do partido de Kumba Ialá, lembrando que aquando das eleições presidenciais todos eles se envolveram no apoio à Embaló que agora é o Presidente da Guiné-Bissau.

O próprio presidente em exercício do partido, Nicolau dos Santos, veio a público confirmar que o congresso está de pé e que os trabalhos devem prosseguir.

Os preparativos do congresso continuam. No último fim de semana foram eleitos os delegados ao conclave. Três dos 13 pré-candidatos não foram eleitos pelos delegados, trata-se de Domingos Quadé, Francisco Brandão Pereira e Francisco Yalá. ANG/RFI

Postado por ANG às 06:05:00